quarta-feira, maio 24, 2006

Viram?

Se viram, qual a vossa opinião acerca do conteúdo do documentário "O Verdadeiro Código Da Vinci?

Partilhem...

7 comentários:

Vilma disse...

Gravei pra ver hoje! :)

The LBug disse...

Cá estou eu! A "tal" que está SEMPRE "do contra"!

Mesmo assim...

... ARRISCO!!!

Este género de discussões já não é nada de novo!

A mesma situação aconteceu aquando da minha adolescência, a propósito de um filme realizado, se não me engano, por Martin Scorsese (e peço correcção, se estiver errada) que consistia na adaptação cinematográfica da obra de Nikos Kazantzakis, "A Última Tentação de Cristo".

Na altura, AMEI o que li e ainda mais o que vi! Acho que vou AMAR ainda mais o que vou ver, quando vir "O Código Da Vinci" (apesar de não ter tido, ainda, tempo, disponibilidade e oportunidade para ler)!

Confesso que não entendo o porquê destas "histerias"!... Apenas estamos a "morder o isco" lançado pelos responsáveis pela promoção de algo, quanto a mim, banal e perfeitamente natural, transformando-o num sucesso financeiro, à custa da polémica?

Por outro lado, também não consigo entender a dificuldade em aceitar Jesus Cristo, antes de tudo como um homem! Para mim, independentemente destas ou de outras teorias, especulações ou interpretações, Jesus Cristo É e SERÁ SEMPRE um ser superior, diferente da maioria (ou, talvez, todos) de nós, com TUDO o que há de belo na sua conduta de vida. Mas, antes de tudo, um homem!!! Com um discernimento acima da média para a época; com conceitos por demais avançados para a época; revolucionário q.b. para a época; usando "armas" completamente impensáveis para a época. Daí, desconfortável e ameaçador para o poder de muitos, que em inteligência não eram senão básicos e limitados! Conseguia arrastar multidões sem o uso da força nem da prepotência, apenas pelo dom da palavra e com MUITA, MUITA inteligência!!!

O problema aqui está na interpretação da figura que representa "o discípulo amado"?! E se fosse MESMO Maria Madalena em vez de João? A mim, não me choca! Nem põe em causa nada daquilo a que me habituei a ver em Jesus Cristo! (e com um bocadito de preconceito à mistura, até confesso que prefiro esta versão heterossexual, do que a homossexual...).

A sua faceta de homem!!! E...? Qual é o problema?

Por mim, ainda O considero mais!!! Pois mais uma vez a coragem de fazer algo completamente impensável e revolucionário para a época, está presente: dar a primazia à(s) mulher(es)!!!

;o) The LBug

salmista disse...

A melhor publicidade é feita pelos ataques dos críticos.
Foi assim com a Bíblia, no tempo de Lutero e da Inquisição. Foi há poucos anos com Os Versículos Satânicos. É agora com O Código Da Vinci e até com o Sob o Signo da Verdade de Manuel Maria Carrilho. O livro de Dan Brown é apenas mais um na corrente da Nova Era que há algum tempo domina a literatura de ficção e esoterismo e que sistematicamente apanha a boleia dos media.
Os cristãos limitam-se à crítica reactiva e destrutiva quando deveriam estar na vanguarda da literatura como fez C.S.Lewis no seu tempo. As cidades podem ser conquistadas pela guerra ou pela inteligência.

Vitor Mota disse...

Olá colega "The Lbug". Bem vinda!

Sim, exactamente por milhões de pessoas morderem o "isco" e acreditarem ou pelos menos ficarem com a dúvida nas suas mentes de que o conteúdo do livro é factual, que devemos procurar contribuir para a clarificação da verdade. Acho que este documentário fez isso muito bem.
Quanto à dificuldade de aceitar Jesus como Homem não há realmente nenhuma porque o foi totalmente. Só assim Ele pode compreender quem somos e nos amar verdadeiramente. Não é isso que está em questão. O que me perturba é quando se procura afirmar (de forma totalmente deturpada e sem fundamento histórico/bíblico) que o retrato que temos de Jesus é errado e falso e que Ele teve uma vida "desconhecida, escondida e imoral" para além da que é descrita nos documentos históricos conhecidos. Ora, se assim fosse, Ele não podia ser Aquele Cordeiro puro e santo que sacrificou a Sua vida em nosso lugar. E só alguém totalmente perfeito poderia cumprir esse papel de ser O Salvador!
É esta ideia que "O Código...", outros que já vieram e outros que virão, tentam comunicar. Sempre foi assim desde o início e vamos continuar a ter a verdade misturada com a mentira para confundir e enganar o ser humano levando-o a seguir Anti-Cristos em vez de Cristo!

Quanto às mulheres, sim, também nisso Jesus foi um libertador!

Vitor Mota disse...

Olá Salmista, bem-vindo também!

Sim concordo que quanto mais falamos do assunto mais publicidade e relevância estamos a dar-lhe. Mas não concordo que a indiferença seja a solução para combater as ideias erradas veiculadas por muitos. Da discussão deve nascer a luz e o esclarecimento. Aliás considero que a capacidade de ouvir e discutir as ideias de outros, se estivermos certos, ainda aumenta a nossa convicção do que pensamos.

rui miguel duarte disse...

Vítor, peço-te uma visita breve ao meu blog para leres e assinares uma petição a favor das línguas clássicas, se concordares com a mesma. E já agora que divulgasses.
Um abraço

Pdivulg disse...

Vi, e revela-se ainda mais arrebatador do que eu pensava, tudo uma ilusão assente em pés de barros. O programa muitoi bem feito arrebate ponto por ponto com provas que tudo não passa de invenções!