quinta-feira, fevereiro 16, 2006

A trave no olho

Uma criança do Irão, certamente porque tinha muita fome, roubou um pão.
Eis o castigo que recebeu...



Ainda que...

se não tiver amor, nada serei.

p.s. - Realmente, anda um povo revoltado contra o resto do mundo por causa de umas caricaturas consideradas ofensivas para si mas que, vezes demais, demonstra um modo extremamente radical de agir para com os outros!

11 comentários:

Vilma disse...

Puxa Vitor! Não tinha visto estas imagens e fiquei chocada!
Na realidade, isto é a demosntração viva de que a fé sem amor, resulta em fanatismo .. e isso é intolerável seja em que religião for!

Paulo Camargo disse...

Também fiquei chocado com essas imagens... isso não é fé, não é religião, não é costume, não é tradição, mas sim uma involução... uma total ignorância!
"Se alguém afirmar: "Eu amo a Deus", mas odiar a seu irmão, é mentiroso, pois quem não ama a seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê." I João 4:20

JOINCANTO disse...

É horrível, infernal e hediondo. Estar longe de Deus com Ele tão próximo.

Johannes&Monica disse...

Sem querer comparar, mas comparando... quando me converti, há quase 5 anos, numa das minhas primeiras idas à Igreja, um pastor de outra Igreja falou em apedrejar até à morte da mulher adúltera!!! Fiquei tão chocada como com estas imagens.

Não estou a justificar nada, isto é de facto hediondo...

Mónica

Paula disse...

Sem comentários.

Nova Evangelização disse...

Caros Irmãos

Não culpo o povo persa (mesmo aquela parte que já se econtra envenenada contra os cristãos, judeus e outras religiões não maometanas), em si mesmo, nem os muçulmanos em geral, mas quem o move, caprichosa e malignamente, quais marionetes, com tais extremos de calculismo, corrupção, ganância, iniquidade, ódio, crueldade e vingança (em muitos aspectos semelhantemente ao que era e fez Hitler, assim como desgraçadamente tantos outros déspotas, ímpios e genocidas, ao longo da nossa tão conturbada história!), em tudo contrastante com a moral cristã, com a ética humana e, até mesmo, com grande parte da moral corânica, aliás em muita doutrina análoga ao que nos ensinou N. S. Jesus Cristo...

Que o Deus único e verdadeiro, quer coincida ou não com o nosso Deus Criador, tal como O conhecemos ou n'Ele cremos, tenha piedade de todos nós, sobretudo dos mais inocentes e oprimidos!
Rezemos por todos!

Abraço de muito amor e paz cristãos para todos.

J. Mariano

Eliot D. Chambers disse...

Olá, Vitor!

Precisamos conversar sobre a publicação do meu artigo na revista Imago-Dei, mas não sei o seu e-mail.

Você pode me contactar pelo e-mail eliotdchambers@yahoo.com.br

Desde já agradeço e peço desculpas...
Abraço do Eliot.

Eliot D. Chambers disse...

Ah, e que imagens terríveis! O ocidente só não é essa barbárie porque aqui o Cristianismo chegou.
Graças a Deus!!!

Oremos pelo povo do Irã.
Abraço!

Vitor Mota disse...

Olá Elliot! Bem vindo!

São imagens chocantes mas não podemos esquecer de que o "Cristianismo" também teve alguns períodos de barbaridade!

Rui disse...

O que assusta é o imenso ódio, a imensa raiva assassina que não poupa crianças, que está por detrás de tudo isto. O ódio ao ocidente é apenas uma das expressões dessa raiva visceral. Que estas crianças barbaramente tratadas se tornem mais tarde em bombistas suicidas não pode espantar ninguém. Que tristeza infinita!

Marco disse...

Vitor,
Ao contrário do que circula pela internet e já tem sido publicado em vários blogs, não se trata de um castigo, mas sim de um espectáculo.
A explicação está no seguinte link:
http://www.axxter.net/index.php/2005/12/20/19-lhorreur-iranienne