quinta-feira, junho 22, 2006

Hobbies dão mais vida!


Estava hoje a ler, na minha meditação diária, acerca da importância de se ter um "hobby" para ajudar a tornar a vida mais feliz e saudável. Concordo.
Mas, cada vez mais, separar tempo para investirmos em nós próprios, fazendo coisas que realmente gostamos de fazer, é uma tarefa complicada. São as pressões profissionais (veja-se o ainda não aprovado, Estatuto da Carreira Docente, que exige exclusividade, proibindo mesmo outras actividades não remuneradas!), é a vida agitada que vivemos, repleta de tarefas e compromissos.
Devemos lutar contra esta maré! "Diversões (hobbies) são essenciais para a nossa saúde e desenvolvimento pessoal como escolas são para a nossa educação ou como comida é para a nossa nutrição." (C.S.)
Houve um tempo em que eu fazia "móveis" para o meu quarto, agora, não tenho espaço para trabalhar em carpintaria. Já me dediquei à fotografia, hoje, os meus álbuns estão arrumados na prateleira. Há algum tempo, iniciei a escrita de um livro, hoje, já nem sei onde fiquei com a história. Apesar disto, hoje continuo a fazer outras coisas que gosto. E quero dar graças a Deus, por Ele ser quem dá sentido às coisas que faço e por me ajudar a ser mais feliz e saudável.

David, tocava harpa e compunha lindos salmos, como hobby.
E você, o que faz para ter uma vida mais feliz e saudável? Partilhe ideias.

4 comentários:

mulheres_estejam_caladas disse...

"ceder à tirania do urgente." Não sei onde li esta frase, mas cada vez mais é como me sinto. Queremos provar que somos capazes, que somos perfeitos, vivemos numa sociedade capitalista e influenciados por ela a nossa meta é produzir... A eficiência à custa do tempo que roubamos aos que nos amam, que reganhamos a Deus... e depois de tanto esforço ficamos vazios e a perguntar em que é que investimos tanta energia...

Bento, um mendigo de Deus disse...

Sem dúvida, cada vez mais necessitamos de ter tempo para as coisas que mais gostamos de fazer, mas numa sociedade obececada por dinheiro muitas vezes não à tempo para isso... tenho pena que assim seja.

Flá Mendes disse...

escrevemos e gastamos horas a ver blogs dos amigos que fazemos através dos blogs... não é assim muito movimentado, mas é sem dúvida animado...
enquanto isso, meu marido sempre vem me perguntar... queres fazer uma caminhada?
e a vida segue uns dias com mais tempo outros com menos... mas o equilibrio de observar e guardar o que é mais importante, este não podemos perder de vista!

que tal aproveitar uma praia agora?
bençãos

rui miguel duarte disse...

Já tentei a floricultura. Consegui na Primavera passada que uma tulipas, umas frésias e uns jacintos florescessem, mas morreram.
Vou lendo o que outros escrevem em blogs, mas com pouquíssima assiduidade. Vou reflectindo sobre o dia-a-dia, mas muito do que penso fica por aí, no cérebro.
Por agora, mais aliviado das tarefas escolares, vou-me entreter a encaixotar coisas, nas vésperas de deixar Chaves e me casar.