quinta-feira, setembro 08, 2005

Subindo o poço

Quando alguém se encontra “no fundo do poço”, sob a influência de espíritos malignos, ele precisa gritar por “socorro”. Este grito, por si só já é um reconhecimento da sua má condição, mas é também um pedido de ajuda a Deus, para que o retire daquela situação, depois que compreendeu a verdade da sua condição, através da revelação do Espírito. Como recordamos, ele chegou “ao fundo do poço” porque, devido à sua passividade, deixou de controlar a sua vontade, as suas escolhas. Assim, para subir o poço e obter a sua libertação ele precisa recuperar aquilo que deixou de controlar. A estratégia para isso passa pelos seguintes passos:
1. Decidir em que direcção quer seguir. Continuar a descer o poço ou subi-lo? Ele deve decidir que quer lutar para subir.
2. Escolher as opções que cortem pela raiz qualquer base do inimigo.
3. Recusar voltar a dar brechas à entrada do inimigo, através das estratégias que este usava e que o empurravam ainda mais para “o fundo do poço”.
4. Resistir às novas e futuras estratégias e ataques adoptados pelos espíritos malignos.

Em todos estes passos o controle da vontade é fundamental. E a luta por este controle, não vai ser fácil, mas, como pergunta retoricamente o apóstolo Paulo, “Se Deus é por nós, quem será contra nós?” (Rom.8:31).

2 comentários:

Austin disse...

Acho esta discussão toda interesante, e fiquei a pensar. Imagino-me no lugar de uma pessoa que está influênciada por esses espíritos...O que tu disseste sobre a verdade é aqui muito importante. Só o facto de alguém reconhecer que está a ser influenciado é um grande passo! Como é que isto pode acontecer? (Que influência podem ter os amigos/familiares/etc.?) E como é que alguém que tem "praticado" a passividade pode passar a agir da maneira que descreves aqui? (Outra vez, o que podem fazer os que estão à sua volta?) bjs,A.

Vitor Mota disse...

Vou tentar responder às tuas perguntas no próximo post: "Um irmão faz parte da solução!" Obrigado por elas.